ECOSOFIA
Festival Ventania 2021

Circo contemporâneo

ECO­SO­FIA

Este es­pe­tá­culo é baseado na con­cep­ção cos­mo­ló­gica da Ecosofia, uma corrente fi­lo­só­fica que procura con­tem­plar o universo como um todo vivo, ori­gi­ná­rio em cada or­ga­nismo que nos rodeia. A obra é cons­truída a partir de uma nar­ra­tiva visual que envolve o público numa ex­pe­ri­ên­cia poética e con­tem­pla­tiva, fundindo acro­ba­cia, dança, pro­je­ções e sons. A dra­ma­tur­gia é composta por pinturas frag­men­ta­das baseadas prin­ci­pal­mente em técnicas cir­cen­ses que dialogam com um espaço virtual pro­je­tado em duas telas no palco. As co­re­o­gra­fias acro­bá­ti­cas con­fun­dem-se com as tec­no­lo­gias, gerando uma en­ce­na­ção sensível que nos convida a aban­do­nar o nosso olhar an­tro­po­cên­trico e, ao con­trá­rio, a iden­ti­fi­car­mos-nos como parte do nosso meio.

Ficha técnica

Direção: Camila Rojas Cannobbio
Elenco: Bárbara Zamorano e Carlos Pizarro
Artista Visual: Jorge Guerrero
Artista Sonoro: Ignacio Nuñez
Composição Musical: Claudio Clavija
Desenho: Karina Piña
Iluminação: Jose Luis Cifuentes
Co-producão: Parque Cultural de Valparaíso, Corporación Cultural de Recoleta e Cia VAYA.

Duração: 50´

Classificação etária: > 3 anos

Últimas apresentações

  • sexta, 4 junho 2021 / 10h

    Centro Cultural de Lagos, Auditório Duval Pestana

    Sessão exclusiva para ESCOLAS. Espetáculo + Conversa com direção artística

  • quarta, 2 junho 2021 / 19h30

    Centro Cultural de Lagos, Auditório Duval Pestana

    evento

Camila Rojas Cannobio

Camila Rojas Can­no­bio

Artista per­for­ma­tiva, diretora e pro­fes­sora es­pe­ci­a­li­zada no estudo da per­for­mance e do mo­vi­mento. Mestrado em Práticas da Per­for­mance como Pesquisa (Bolsa Beca Chile, Conicyt) e um segundo em Mo­vi­mento: Direção e Ensino, ambos pela Royal Central School of Speech and Drama, Uni­ver­si­dade de Londres. Diploma em Pe­da­go­gia no Ensino Superior na Uni­ver­si­dade Santo Tomás e gra­du­a­ção como Actriz pela Uni­ver­si­dade Católica do Chile. No trabalho, ela coloca o corpo como suporte à criação cénica baseada em co­la­bo­ra­ções in­ter­dis­ci­pli­na­res em di­fe­ren­tes formatos. Como in­tér­prete, tra­ba­lhou entre 2012 e 2014 em vários projetos como Concert, Bes­tiá­rio, entre outros. Desde 2012, faz parte da com­pa­nhia Teatro del Sonido com a qual par­ti­ci­pou em diversos fes­ti­vais. Desde 2017, jun­ta­mente com Loreto Caviedes, dirigiu o coletivo Co-ins­pi­ran­tes, com os quais realizou re­si­dên­cias ar­tís­ti­cas no Chile e em Espanha. Na sua ati­vi­dade criativa, o corpo, novos media e práticas par­ti­ci­pa­ti­vas cruzam-se. Este in­te­resse reflete-se no seu trabalho Under the Skin (2015) e Ecosofía (2018), apre­sen­tado em diversos teatros. Par­ti­ci­pou em fes­ti­vais no Chile, Brasil, Espanha, In­gla­terra e Escócia. Um artigo seu foi pu­bli­cado no Livro de Dança do Chile, além de par­ti­ci­par em projetos de pesquisa em Arte, Hu­ma­ni­da­des, Ciência e Tec­no­lo­gia da Fa­cul­dade de Arte Católica da Uni­ver­si­dade do Chile. Atu­al­mente trabalha como pro­fes­sora de Mo­vi­mento na Escola de Teatro da Uni­ver­si­dade do Chile.